quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Neurologia infantil e do adolescente

A Neuropediatria (também denominada Neurologia Pediátrica ou Neurologia Infantil) constitui uma sub-especialidade da pediatria dedicada às doenças ou disfunções do sistema nervoso e do sistema muscular que se manifestam na criança ou no adolescente.
O Neuropediatra tem como função essencial o diagnóstico, prognóstico, orientação terapêutica e aconselhamento dos problemas neurológicos que afetam a criança ou o adolescente, mas a sua atividade clínica exige frequentemente um contato estreito com outros especialistas não só da pediatria ou da neurologia mas ainda da genética, bioquímica, neuroradiologia, neurofisiologia, neuropatologia, neurocirurgia, psiquiatria infantil e reabilitação.

Area de atuação
Acompanhamento (neuro-puericultura) de bebês de risco (prematuros ou asfíxicos)
Alterações no Desenvolvimento Neuro-psico-motor (DNPM)
Epilepsia (convulsão)
Cefaléia (dor de cabeça)
Disfunções musculares
Transtornos no aprendizado (dislexias, discalculia)
Transtornos do neurodesenvolvimento (Transtornos do espectro do autismo, deficiencia intelectual, TDAH)
Distúrbios do comportamento
Distúrbios do sono

Consultório - Clínica Vivere
Rodovia Raposo Tavares, km 22 - The Square Open Mall
Sala 107F - Cotia - SP
Tel (11) 9 8876-2992
Www.vivereclinica.com

Fazemos avaliação Multiprofissional para Transtornos do Aprendizado e do Desenvolvimento

Curtam também minha página no facebook
www.facebook.com/draalessandrarussoneuro
www.facebook.com/clinicavivere

83 comentários:

  1. Oi Silvia
    Acho que vale sim consultar o neurologista. Pouco provável que tenha alguma relação com um evento que ocorreu há tanto tempo atrás.
    Boa sorte.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada doutora assim que eu levar ele ao nero eu entro em contato com a senhora pra te dizer o que ele falou.Agora vou cuidar do meu filhote.Beijos e fica com DEUS!

    ResponderExcluir
  3. Digo ao Neurologista.

    ResponderExcluir
  4. Ola Dra, bom dia! Meu filho, de 15 anos, fala muito durante o sono, no mínimo 3 vezes por noite, levanta, às vezes bem atordoado. Por este motivo, abri uma porta do meu quarto para o dele e mantenho a porta do quarto dele trancada, para que não saia... sempre acordo e o conduzo para a cama, mas, ele ja esta com um porte fisico que dificulta deita-lo de volta na cama, e ele fica relutando, às vezes esmurrando a porta querendo sair... no dia seguinte não lembra de nada. O que pode ser isso? Que tipos de exames se faz para constatar algo? Desde pequeno fala muito. Ja levei à neuropediatra 2 vezes, fiz eletroencefalograma em vigilia...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Acho que realmente vale retomar o seguimento com o neuro, mas de preferencia especializado em sono. O melhor exame para essas alterações é a polissonografia.
      Boa sorte

      Excluir
  5. Bom dia Dr Meu filho tem 5 anos agora mais aos 9 meses ele teve a primeira crise febril.Toda vez ue estava com febre ele convulsionava por ser alérgico a Dipirona,Ass e Ibuprofeno ele passou com uma neuropediatra e receitou Gardenal para ele quando estava com 2 anos mesmo com o medicamento a ultima crise foi com tres anos.Agora em maio de 2014 seu neuro pediu em Eletroencefalograma para poder começar a retirar o Gardenal mais ele disse que deu alterado como ATIVIDADE EPILEPTIFORME GENERALIZADA.Ele pediu pra retirar uma gota de cada vez do Gardenal até acabar e Receitou o Depakene 3ml duas vezes ao dia.Mas até agora não retirei o Gardenal e nem dei o Depakene estou com medo de misturar os remédios e dar alguma reação no meu filho. O que vc me recomendo faço o que o Neuro está pedindo ou não e o Depakene o efeito colateral mais comum dele qual é...Obrigada.Aguardo....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Viviane
      Infelizmente essas dúvidas você deve discutir com o seu neurologista. O depakene é bastante seguro e quando fazemos troca de medicamento é bastante comum a criança ficar com dois remédios ao mesmo tempo.
      Abraço

      Excluir
  6. Dra. Tenho um bebê de 5 meses que ao adormecer mamando no seio teve uma tremedeirinha no braço e cabeça, o pediatra disse para eu não me preocupar porque isso começou aos 3 meses que houveram cerca de 8 episódios e quando ocorreram chamei por ele e ele acordou. Outra coisa que me deixou preocupada foi que ele sempre foi muito durinho, com 3 meses fica firme em pé segurando nas nossas mãos e agora beirando os 6 meses parece estar com as pernas mais moles e quando o coloco em pé ele fica menos firme que antes, as vezes flexiona o joelho. A senhora acha normal ou devo procurar um neuro? Ele é esperto e vem evoluindo bem. Vira procurando vozes, atende pelo nome é ativo e já treina engatinhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Eu não posso opinar com certeza sem examinar seu bebê, mas você refere que ele vem se desenvolvendo bem. Retome essas dúvidas com o pediatra e veja se ele acha necessário encaminhar para o neuro.
      Mioclonia benigna do sono pode ser realmente uma possibilidade e não é uma anormalidade.
      Boa sorte

      Excluir
  7. Ele comentou algo sobre mioclonia benigna do sono.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu filho está passando pela mesma coisa. Descobriu o que foi ?

      Excluir
  8. Dra. meu nome é Carina;
    meu filho tem 09 anos, foi diagnosticado com ADNPM e hipotonia em uma das pernas desde muito cedo, fez tratamento com equipe multidisciplinar por muito tempo, teve alta e até hoje sinto certas diferenças com ele, como: amarra o cadaço do sapato com muita dificuldade, não sabe recortar direito, é desatento, lento e apresenta dificuldade de guardar informação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carina
      Não entendi exatamente a sua dúvida.
      Abraço

      Excluir
  9. Olá doutora boa tarde!
    Meu nome é Marco Aurélio
    Tenho um menino de 09 anos por nome de Eliabe,que desde os 5 anos de idade sem dor,do nada ele dizia: Pai peidei mole.Parece brincadeira mas não era.Eu então olhava a cueca e eu observava que a cueca esta apenas com um pingo molhado de coco mole.E isto Doutora sempre ele tinha creio que umas 10 vezes no mês.E o tempo foi passando e quando ele estava com 7 anos,as três horas da madrugada ,acordamos com tantos gritos.Era o nosso filho com tantas dores no abdômen.Bom levei urgentemente ao medico,e os mesmos fizeram todos os tipos de exames e nada acusou.Bom trouxemos o mesmo pra casa. Tinha vez que ele passava 1 mês sem peidar mole,e quando voltava ficava uns dois dias direto e depois parava.Hoje Doutora,meu filho está com nove anos e tem sofrido com tantas dores abdominais dores estas tão fortes que chega rolar no chão.Já fez exame de fezes,deu normal,fez ultrassom,raio x e deu tudo normal.O único exame que deus alguma alteração foi o teste de lactose,mas não entendo,porque a muito tempo que nós cortamos leite e derivados , mesmo assim nosso filho do nada passa mal do abdômen.Estamos desesperados e não sabemos mais o que fazer.Temos convenio com a Unimed mesmo assim está difícil dos médicos acertarem.Inclusive um médico "Gástrico" até me pediu pra passar meu filho em um psicólogo,só que acho estranho esta atitude do mesmo,e ai o que a Doutora acha que devo fazer? Será que existe algum exame rigoroso pra meu filho e talvez nós desconhecemos?
    Obrigado pela vossa atenção
    Tenho medo dos médicos demorarem e as coisas também piorarem pra o nosso filho.Me ajude Doutora,pois não queremos perdê-lo pois amamos muito nosso filho.Meu filho e nós estamos sofrendo muito.
    Marco Aurélio Soares
    E-mail:marco.boleto@bol.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marco
      Realmente não sei se posso ajudar muito porque me parece realmente um caso para o gastroenterologista. Acho que talvez seja interessante ouvir uma segunda opinião na área.
      Boa sorte

      Excluir
  10. Olá Dra! Sou a Daniela e tenho uma filha de 1 ano e 8 meses que nasceu absolutamente normal (sem intercorrências na gravidez), é esperta, inteligente, andou com 11 meses. Aos 10 meses teve sua primeira convulsão febril, com mais dois episódios até 1 ano. Começou então o tratamento com uma neuropediatra, tomando Gardenal. Após 5 meses começou a ter novas crises febris, sempre em resposta a infecções virais (gripes/resfriados/catapora), tendo mais 6 crises com febre baixa (37,5 graus). A última convulsão, mesmo com o uso do Gardenal (78 gotas ao dia), foi bem complexa, demorando quase uma hora entre convulsões e espasmos. Após as crises ela volta rapidamente ao normal (apenas um pouco sonolenta). Após essa última crise (1 ano e 7 meses) a neuro entrou com Depakene. Gostaria de saber se existe tratamento eficaz, se o Depakene pode ser melhor com o Gardenal e prevenir as crises...pois já recorri a tantos tratamentos e estou preocupada. Peço a Deus que me mostre o melhor caminho para a cura de minha filha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daniela
      O Depakene é um excelente medicamento. Acho que o caminho é esse mesmo. Eventualmente crises febris podem ser mais dificeis de controlar mesmo. Mas vamos torcer que com a mudança de medicação, tudo fique bem.
      Boa sorte

      Excluir
  11. Boa noite Dra. sou conselheiro tutelar e acompanhei um adolescente de 16 anos que colidiu de bicicleta com um carro em velocidade e bateu a cabeça, caiu desmaiado e vomitou, foi levado ao pronto atendimento e medicado, mas foi liberado sem nem mesmo fazer um raio-x ou uma tomografia, continuando a vomitar sangue e com um enorme galo na testa de cima a baixo vertical e na nuca também, intervi e chamei uma ambulância que o encaminhou ao pronto atendimento, pedi que fosse encaminhado por lá não ter os aparelhos para fazer os exames (raio-x ou uma tomografia craniana) etc, mas a médica disse que não precisa , pois é só em urgência que não era o caso do mesmo (adolescente) exigi que fosse feito e depois de muita discussão saí de lá e a mãe me ligou dizendo que estavam procurando vaga nos hospitais pra ele, pensei, se não é necessário porque agora vai? Sei que já teve outros casos do pronto atendimento não encaminhar e a mãe ou responsável pedir ajuda e levar por conta e o médico do outro local se espantar com o caso a ponto de dizer que cabe processo. pode me ajudar, Precisa ou não desses exames? uns dizem que tem que ser na hora com maior urgência?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcos
      A necessidade do exame é decidida pelo médico que avaliou o paciente. Não há protocolos fechados para solicitar esse ou aquele exame.
      Quanto ao processo, acho mais indicado consultar um advogado. Se realmente foi um caso de negligencia, com certeza cabe processar.
      Abç

      Excluir
  12. Bom dia, levei meu filho ao neurologista ontem pois ele está com 1 ano e dois meses e após algumas perguntas e o exame de reflexo, percebi que a perna direita reagiu mais ao reflexo que a esquerda e a médica passou tomografia do cranio e eletroencefalograma, ela deixou claro que está pedindo o exame por rotina e que tem quase certeza que não vai ter nenhuma alteração, indicou sessão de fisioterapia e disse que em breve ele estará andando. Hoje descobri que o exame só pode ser feito cedado e que na cidade que eu moro não realiza esse exame, o pediatra dele disse que não tem necessidade, que ele ta com o passo de bailarina e que até aos dois anos ele vai estar andando. Disse que os exames são muito traumáticos e que não vê necessidade de uma atitude dessas, não sei como agir e estou perdida. o que me aconselha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Infelizmente não tenho como opinar sem examinar seu filho. Acho que vale vc voltar no neuro e discutir a opinião do pediatra com ele.
      Boa sorte

      Excluir
  13. OI DR,minha filha toma dous depakote 125 de manha e dois a noite outro dia fiquei em duvida se dei os da noite o que fazer neste caso sera q o nivel serico cai assim depois so dei os da manha fiquei com medo de dobrar a dose!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rosangela
      Essas orientações vc deve discutir com o neuro que a acompanha porque depende do caso.
      Abraço

      Excluir
  14. ola Dra meu filho fez um mapeamento cerebral e o resultado deu ativivdade ictal instavel,surgindo na regiao temporal esquerda,gostaria que me diga o que deu, pois a medica dele so respondeu que tinha dado uma alteraçao,mais eu queria que ela tivesse me explicado direitinho.me ajude por favor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ruth
      Infelizmente a interpretação de um exame complementar deve ser feita com base no exame clínico do paciente. Só examinando seu filho tenho como dizer o significado deste exame.
      Abraço

      Excluir
  15. Ola Dra. Tenho uma filha de 2 anos e 1 mês que desde bebê não atende quando a chamo. Ao 1 ano de idade a levei ao neurologista e ao fonoaudiologista mas ambos me disseram que estava tudo normal. Ela continua sem atender quando a chamo, e para piorar agora ela chora de repente, do nada, e demorar a parar, tento a acalmar mas mesmo assim ela demora a parar de chorar, além disso ela está mordendo o sofá, jogando as coisas no chão e demora para dormir, as vezes ela fica batendo a cabeça para dormir isso está me deixando muito preocupada. O parto dela não foi fácil, fiz uma cessaria de urgência pois estava com pre eclampsia, ela nasceu roxa e tiveram que levar ela para reanimar, sua pontuação foi baixa e isso me deixa muito preocupada. Gostaria de uma outra opnião, poderia me ajudar ou indicar algum neurologista na região do ABC??? Grata.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Esther
      Procure a equipe da faculdade de medicina do ABC. Eles tem um ótimo ambulatório de avaliação de alterações do desenvolvimento.
      Boa sorte

      Excluir
  16. Ola dr....
    A minha filha tem uma microcefalia grave e nunca souberam o porque ... ela fez ok teste do pezinho deveria de acusar algo certo? Yara Pereira Lino

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Yara
      O teste do pezinho faz o rastreio de 4 doenças somente. Várias situações podem causar microcefalia e ter teste do pezinho normal.
      Abraço

      Excluir
  17. Olá Dra. tenho um filho de 2 anos e ele fala muito pouco fica só gritando qnd quer alguma coisa e é muito nervoso qnd contrariado, descobri que ele tem o freio lingual curto, quando ele nasceu não chorou e tava roxo, gostaria de saber se o fato de ele ainda não falar e ser tão nervoso pode ser por conta da lingua ou seria problema nervoso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Infelizmente não tenho como dar minha opinião sem examinar seu filho.
      Abtraço

      Excluir
  18. Olá dra.
    Tenho uma filha que tem sindrome de down ela ingere objetos que não são comestivéis e toma um medicamento chamado fluoxetina desde os 5 anos de idade hoje ela tem 10 e só piorou, ela tbm é muito agressiva com os colegas de classe e não obedece a mim nem a professora da escola.
    Queria saber o q posso estar fazendo?
    Obrigado Cristina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cristina
      Sugiro que você procure orientação com um psicólogo especialista em crianças especiais, de preferencia com uma abordagem comportamental.
      Boa sorte

      Excluir
  19. Ola Dra, minha filha está com 3 meses e tenho observado que durante a noite ela fica dando umas resmungadas antes de acordar, mexe a cabecinha constantemente de um lado para outro (como se estivesse procurando uma melhor posição) até que finalmente ela acorda. Os espasmos tem diminuído mas é algo que me preocupa pq eles fazem ela acordar e algumas vezes chorar, para ajuda la enrolo num lençol para aliviar esses espasmos. Poderia me ajudar a entender esses comportamentos?
    Desde já sou grata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Muito difícil dar uma opinião somente com esses dados. Sugiro que você comente isso com o pediatra dela, se possível, filme os eventos e leve para ele.
      Boa sorte

      Excluir
  20. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  21. Boa noite. .. meu filho vai fazer três meses. ..e ele tem mania de dar ums espasmo tipo ums tremiliques quando ta com sono e vai dormir e agora deu em gritar mordendo a mãozinha ou meu ombro , como se tivesse com raiva... isso é normal...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Acho interessante você comentar esses eventos com o pediatra dele.
      Abraço

      Excluir
  22. oi dotora meu nome e silmara e tenho uma filha 7 anos estou passando muita dificuldade com ela porriso levei ela no neirologista e ela fez eeg ecostou que ela tem insutos cerebrais recentes imaturidade eletrogenica cerebral o que siginifica ela temmuito nervoso nao vai mas a escola tem medo nao comsegi ficar na igreja nao vai mas na natasao e tudo eu tenho que falar por ela e fazer nao toma mas banho sosinha nao se limpa quando vai no banheiro comesou chupar chupeta e naescola que erra muito inteligente travou nao le mas nao comsege escrever eu tive que parar de trabalhar nao posso ficar lomge que sobe presao e la tem comvulsao sem febre intorta boca vira o olho eroxeia os labios e baba mas tudo isso com ela acordadaela pede ajuda e fala que nao imcherga nada uma ves foi o dia imteira assim ate ela ser trasfirida de samu para outra cidade para ser avaliada por neurologista ela toma depaquene 3x au dia 5de manha 5 depois do almoso e2emeia a noite toma resperidona1ml cedo e noite clo em comprimido1 a noite mesmo asim ela comtinua com tudo esses poblema e quando eu vou no nero ele pergunta como ela esta e eu falo que cada dia que passa ela fica pior e le fala que ela nao vai ser mas como antes alegre inteligente estou com medo lla fas tratamento com pisicologo a um ano e nao vejo melheras e nao tenho nem uma orientasao nem como lida com ela por favor me ajuda oque eu faso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Silmara
      Aparentemente o caso da sua filha tem muitas variáveis. Não há como dar uma opinião sem examiná-la.
      Boa sorte

      Excluir
  23. Olá doutora, minha sobrinha tem 9 meses e na passagem dos oito para os nove meses por trez vezes ela sofreu uma crise que ela fica com o pescoço mole e o olhar perdido e logo depois ela vomita. o que seria a causa dessa crise doutora?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernanda
      Só uma avaliação neurológica e provavelmente alguns exames complementares poderão responder sua pergunta.
      Abraço

      Excluir
  24. olá doutora , eu tenho um filho de 3 anos ,prematuro de 29 semanas , e venho me preocupando com seu comportamento ,ele é muito inteligente ,mas também e muito nervoso ,quando esta bravo ,chora grita treme e seus batimentos aceleram muito , gostaria de saber se isso é normal ou pode ser um distúrbio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maélly
      Alterações isoladas geralmente não são nada demais. É preciso verificar os outros marcos do desenvolvimento, como linguagem, sociabilidade e evolução motora.
      Abraço

      Excluir
  25. Olá doutora, eu tenho um filho de três anos e desde pequeno acho ele nervoso, irritado e ansioso, não gosta de ser contrariado, quer as coisas pra ontem, não tem paciência pra nadae tem o sono muito agitado desde bebê.Levei em um Neuropediatra e ele pediu um mapeamento cerebral com o sono induzido.
    conclusão EEG DIGITAL e mapeamento cerebral de sono induzido contendo atividade basal mal regulada Ondas de 1.05 a 5HZ , ABRUPTAS, COMPLEXAS E POLIMORFAS, D DE ATÉ 200 uV em surtos , grupos e sequências bilaterais de predomínio temporal esquerdo. O mapeamento cerebral não traz novos esclarecimentos
    o que que dizer isso: correlação: moderados sinais de disfunção de natureza irritativa de predominio temporal esquerdo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Infelizmente não posso interpretar um exame sem examinar o paciente.
      Abraço

      Excluir
  26. DRA , GOSTARIA DE SABER QUAL A MANEIRA CORRETA DE CONTAR OS ESPASMOS , SERIA PELO TOTOL DE CRISES DURANTE O DIA .OU PELA QUANTIDADES DE VEZES Q MINHA FILHA FAZ O MOVIMENTO REPETIDO? MUITO OBRIGADA !VIVI TEM SEIS E TEM SINIDROME DE AICARDI .
    VI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      O melhor é você conversar com o neuro dela. Eu costumo pedir que meus pacientes contem o número de "cluster", ou seja, vários espasmos um atrás do outro contam como um só.
      Abraço

      Excluir
  27. Dra. gostaria de saber sua opinião sobre criança autista que toma depakote sprinkle. O neuro do meu filho de 5 anos receitou pra tomar duas capsulas de uma só vez ao dia pra ver se se estabiliza um pouco o humor dele. O que vc acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Não tenho como emitir uma opinião sem examinar seu filho.
      Abraço

      Excluir
  28. doutora ,preciso de sua opiniao!!tenho um bebe de 6 meses ,desde os 5 ela apresenta sua moleira um pouco mais alta,mas tem dias que baixa,e seu perimetro cefalico é de 45cm,ta no maximo da tabela que um bebe deveria estar!devo correr para um neuro avaliar sendo que ela não tem outros sintomas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Priscila
      Você deve conversar com o pediatra dela e ver o que ele indica.
      Abraço

      Excluir
  29. Olá! ?tenho uma filha de 2 anos e a um mês está tomando fenobarbital pq por 3 vezes deu convulsão por febre..esse remédio atrapalha o desenvolvimento da criança? ?percebo minha filha super agitada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Toda medicação apresenta efeito colateral. Acho interessante você conversar com o neurologista dela sobre essas mudanças que você observou.
      Boa sorte

      Excluir
  30. Olá, Doutora! Meu filho tem 12 anos e desde os 05 anos os professores dizem que ele é muito disperço em sala de aula e não consegui se concentrar. Ele está presente em sala de aula, mas a mente está longe. Quando ele tinha 06 anos levei ele a um especialista, fez tratamento e teve alta. Ele tira notas muitas baixas na escola. não consegue se concentrar para estudar. Qual o tipo de tratamento devo procurar ou será que algum esporte pode ajudar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Renata
      Acho que você deve inicialmente procurar realizar uma avaliação neuropsicológica ou multiprofissional e posteriormente ouvir a opinião de um neuropediatra.
      Abraço

      Excluir
  31. Bom dia Dra,

    Não sei se pode me ajudar, a quase 3 anos atrás minha esposa ficou gravida. Uma gravidez inesperada onde num momento sem pensar optamos em abortar. Ela tomou 2 copos cheios de pinga com canela e uns 4 copos de chá de arruda... Ai ela estava de 50 dias aproximadamente.
    Percebi que estava sofrendo então tomei a iniciativa de termos o bebê. Pois a amo muito...
    hoje nosso filho esta com 30 meses, é lindo! A nossa vida.
    Porem ele teve um atraso, demorou um pouco a andar onde tivemos de fazer fisioterapia e hoje com quase 30 meses não fala. Ja levamos no fonoaudiologa onde pediu exames de ouvido primeiro para depois voltar com as consultas.
    Ele tem dificuldade em concentração e é extremamente nervoso, mas ao mesmo tempo muito carinhoso. Percebo um certo atraso em relação as outras crianças.
    Acha que os chás podem ter afetado? lembrando que ela tomou apenas o que citei acima.
    obrigado pelo espaço e um ótimo fim de ano.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      É muito difícil saber se foi isso ou não que causou o atraso. De qualquer forma acho que vale vocês passarem pelo neuropediatra que solicitará exames para investigar esse atraso.
      Boa sorte

      Excluir
  32. Olá Doutora!

    Tenho um filho de 10 anos que começou a convulsionou as 48 h de vida. Ele foi internado e com 7 dias voltamos para casa administrando o fenobarbital. O desenvolvimento inicial foi normal e as crises retornaram no sono quando ele tinha quase 2 aninhos, desde então nunca ficamos um ano sem que tenha havido pelo menos uma crise generalizada. Aos 3 anos fizemos tomo, ressonâncias e não detectamos nada, porém, todos os EEC que são feitos mostram alteração. Enfim, ele tem algumas dificuldades motoras e intelectuais, não aprendeu nada na escola até hoje e tudo o que ele reproduz foi aprendizado oral. Vou inseri-lo na APAE esse ano para que lá ele receba maiores estímulos. Como moro no RN não temos muita opção de especialidades médicas e sempre tenho medo de estar deixando de fazer algum tipo de pesquisa e que possa estar deixando de fazer algo por ele. A epilepsia é sem causa aparente e é refratária.
    A senhora conhece algum epileptogista no nordeste para que eu possa procurar?
    Rose Freitas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rose
      Conheço no Ceará, em Fortaleza, o Dr André Pessoa e no Recife a Dra Adélia.
      Boa sorte

      Excluir
  33. Olá Doutora!

    Meu filho tem 3 anos e 4 meses esta com 16 kg e 600gramas, teve três convulsões febris, o neuro dele solicitou a tomo o o eletroencefalograma que deu tudo normal, porém como ele esta na escolinha, e já teve 3 convulsões o medico receitou o depakene 5ml de 12hs em 12hs, esse remédio precisa fazer um exame de sangue para ver o nível da substancia dele no organismo, o medico falou para eu fazer depois de um mês so que ele tem que tomar esse remédio por dois anos, como é feito esse acompanhamento, esse remédio traz algum prejuízo? me ajude Monica Ruiz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mônica
      Não tenho como discutir o tratamento do seu filho sem examiná-lo.
      Abraço

      Excluir
  34. doutora adotei uma criança hoje la esta com dez meses de um tempo pra ka ela tem acordado com umas tremedeira sua ca dela usava drogas>devo mi preocupar sera começo de epilepsia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ely
      O primeiro passo é referir esses eventos para o pediatra dela e ele dará o direcionamento necessário.
      Abraço

      Excluir
  35. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  36. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  37. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  38. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  39. Boa tarde Dra.

    Minha filha tem 08 meses e problemas para dormir tanto de noite quanto de dia, o eletroencefalograma que fez deu normal, o Depakene pode ser usado como tratamento?

    Grato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marco
      A conduta medicamentosa é fruto do exame clínico e da anamnese e só pode ser tomada após a consulta médica. Não tenho como opinar no tratamento da sua filha, mas se vc está com dúvidas, discuta com o neuro dela.
      Abraço

      Excluir
  40. Olá Dra Alessandra como vai, bom tenho um bebê de um ano e cinco meses ele nasceu de 39 semanas mas pequeno para a gestação, ele nasceu com 45 cm 2 k 390g e com o perímetro cefálico medindo 31 aos quatro, cinco meses ele fechou a moleira, fui hoje 06/02/1205 a pediatra ele está com 78 cm 10 k e 44,5 de perímetro cefálico, gostaria de saber se só pela medida tem como ter certeza que ele tem microcefalia ou se existe exame especifico para se ter certeza.
    Dra desde já muito obrigada e até logo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Janete
      A microcefalia é vista pela medida do perímetro cefálico colocado na curva de desenvolvimento,igual fazemos com peso e altura. Os exames complementares são somente para investigar a causa da microcefalia.
      Boa sorte

      Excluir
  41. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  42. tenho um filho de 1 ano e 4 meses, ele tem paralisia celebral, qndo esta tomando mamadeira chora constantemente, perde o folego e fica com os labios todo roxo e perde os sentidos, não sei o que fazer como posso lidar com isso, a pediatra dele diz p/ apenas levantar os braço. faço apenas isso mesmo, como lidar com a situação por favor me ajude. me mande um email miguelcunha0800@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Miguel
      Ele tem acompanhamento com fono? Acho que vale uma orientação com esse profissional!
      Um abraço

      Excluir
  43. Boa noite

    Minha filha tem 5 anos e ela teve uma crise convulsiva levamos ela para hospital ai dois dias depois ela teve outra mas so que ela ficou consciente e apenas nao controlava a perna e o braço direito que não paravammde se mexer, ai no hospital o médico clínico geral passou gardenal 50 gotas de manhã e 50 a noite , para que pudéssemos esperar a consulta com o neurologista, ai a questão é que depois dessa segunda crise a perna direita dela não mexe a noite toda enquanto ela dorme e depois de alguns dias a perna dela não fica parada, ou seja se ela deixa quieta por um estante a perna dela da uns espasmos, pode ser dia ou noite. E agora que conseguimos marca com neurologista ele pediu uma ressonancia magnetica, mas graças a deus deu sem alterações, ai o neurologista paço para ela o valproato de sódio 3ml de manhã e 5ml a noite, mas ela continua com espamos e mexendo a perna e braço direito, ela não ta conseguindo dormir bem ela me disse que a perna dela não deixa ela dormir, e pra completar a minha filha não ta conseguindo andar direito fica arrastando a perna e falando que a perna dela quer virá, e ta fraca, por favor doutora me ajuda pra onde eu vou carrego minha filha no colo, alem de ser uma tortura ver minha filha se mexendo a noite toda e não poder fazer nada. Email: acjkj@bol.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Qual foi o resultado do eletroencefalograma?

      Excluir
  44. Bom dia, meu filho está com 15 anos aparentemente saudável, porém ele apresentou apgar 2/5 e tem uma irritabilidade muito grande chega a ser agressivo, não gosta de ser contrariado. Fez uso de Ritalina 10 mg desde os 7 anos os médicos sem fazer exames apenas avaliação dialógica diagnosticaram TDAH. Quando comento sobre o assunto com ele que devemos fazer uma nova avaliação ele diz que vai fazer tudo certinho. O que devo fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      O diagnóstico do TDAH é realmente clínico, não há exames que confirmem ou descartem. Como ainda há queixas, sugiro que você associe terapia comportamental (psicoterapia) ao tratamento medicamentoso e discuta com o médico que o acompanha.
      Boa sorte

      Excluir
  45. Dra minha sobrinha aos 5 meses teve um quadro de pneumonia dupla a qual fez com que faltasse oxigenação no cérebro e por consequência disso ela apresenta atualmente um quadro de paralisia cerebral temporal bilaterial. Hoje está com 1 ano e 9 meses fazendo acompanhamento com fisio, neuro, fono, etc. Não fala, não anda, não engatinha, mas é bastante agitada! Será que esse quadro pode ser revertido um dia?
    Att
    Michele

    ResponderExcluir
  46. Óla, meu nome é Rosi e tenho um filho de 1ano e 10 meses(Daniel), ela ainda não fala nada e já consultei um Psiquiatra Infantil que diz que é por falta de estímulos....ele tambem faz consultas a cada mes com a fonoaudiologa e esta acompanhando mas disse que por enquanto nao iria tratar com um distúrbio. Enquanto, nas últimas noites tenho percebido que o sono esta totalmente irregular (ele dorme no berço em outro quarto.. então não sei é constante) e observei que ele tem tremedeiras a noite e chegar a pular (como se estivesse tendo pesadelos). Monitorei esta noite e ele teve vários 12 pulos em 2 minutos.... mais ou menos.. Isso é normal? pode ser algo mais grave?
    Por favor me oriente..... desde já obrigada.

    ResponderExcluir
  47. Boa tarde Doutora.
    Meu filho tem 3 anos e há um mes e meio ele começou a reclamar de umas dores do pescoço. Iam e voltavam. Bem rápido. Em dado momento, houve uma paralisia do pescoço, a tensão muscular em volta é impressionante. Ele sente muita dor e não consegue deitar, tem dificuldade de comer e tomar agua porque o maxilar vai um pouco pra frente. Isso tem acontecido quase todo dia. Quando dorme, melhora, muitas vezes 100%. Estamos com uma neurologista pediátrica, que solicitou tomografia da coluna toda e polissonografia. Quando a crise ataca estamos passando um creme de arnica e dando dipirona. Se a dor é muito forte, damos o Profenid. OBS: Ele não perde a vontade de brincar.
    Poderia me dizer algo sobre, e o que podemos fazer a mais Doutora?

    Muito obrigado.

    ResponderExcluir
  48. Boa tarde Doutora.
    Meu filho tem 3 anos e há um mes e meio ele começou a reclamar de umas dores do pescoço. Iam e voltavam. Bem rápido. Em dado momento, houve uma paralisia do pescoço, a tensão muscular em volta é impressionante. Ele sente muita dor e não consegue deitar, tem dificuldade de comer e tomar agua porque o maxilar vai um pouco pra frente. Isso tem acontecido quase todo dia. Quando dorme, melhora, muitas vezes 100%. Estamos com uma neurologista pediátrica, que solicitou tomografia da coluna toda e polissonografia. Quando a crise ataca estamos passando um creme de arnica e dando dipirona. Se a dor é muito forte, damos o Profenid. OBS: Ele não perde a vontade de brincar.
    Poderia me dizer algo sobre, e o que podemos fazer a mais Doutora?

    Muito obrigado.

    ResponderExcluir

Dúvidas, sugestões, comentários? Me escreva!!!