Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2012

ENCONTROS E DESPEDIDAS

“O trem que chega é o mesmo trem da partida”. Assim nos fala os versos da linda canção de Milton Nascimento e Fernando Brant, há pouco tempo regravada na bela voz de Maria Rita. A chegada é alegre, positiva, enquanto a partida, na maior parte das vezes é triste. Mas a música nos lembra que o trem é o mesmo, a vida tem chegadas e também adeus. E embora haja dor na despedida, há também crescimento, aprendizado.
Vocês que me acompanham no blog já sabem que desapego não é meu forte. Crio vínculos, me envolvo e dizer adeus, ou mesmo até breve, é difícil para mim.
Mesmo em situações positivas, como por exemplo, trocar de carro. Sim, eu crio uma relação com meu carro. Gasto dentro dele boa parte do meu dia. Então preciso me despedir, desapegar, deixa-lo ir fazer outras pessoas felizes.
Com meus bichos isso é obviamente muito mais intenso. Tenho uma relação de troca, de amor e de cuidado mútuo com eles. Entendo que bicho não é gente e que a brevidade da vida deles nos faz aprender a deixar ir, …

IMPERDIVEL - Palestra gratuita

A imagem desaparece....
Mas vai em texto.  Segunda, dia 27/08 - PALESTRA TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR Dra Evelyn Kukzinsky - psiquiatra da infância e da adolescencia. EVENTO GRATUITO LOCAL: Instituto de Psicologia da USP, bloco B sala 26 Organização: Projeto Disturbios do Desenvolvimento - IPUSP

O QUE VEM POR AÍ!

Voltando a falar do Congresso, muitas novidades foram expostas no congresso e na feira de reabilitação. O aparato tecnológico de assistência à pessoa com deficiência não para de se aprimorar.
Técnicas de reabilitação robótica como o Lokomat, que permitem o movimento com auxílio e correção das deformidades. Andadores que se transformam em cadeiras de rodas para deambuladores de curtas distâncias, próteses articuladas com movimentação muito próxima do normal. Enfim, muitas possibilidades.
Ainda na área terapêutica, a estimulação magnética transcraniana na reabilitação após acidente vascular cerebral (AVC), para estimulação motora e o aprimoramento de técnicas como a reabilitação em espelho foram novidades e aperfeiçoamentos apresentados no encontro. Terapias intensivas na reabilitação precoce foram salientadas como o melhor plano de recuperação.
Todas essas possibilidades associadas à medidas objetivas dos ganhos funcionais. Cada vez mais propomos avaliações dos ganhos reais da reabilitaçã…

CONGRESSO BRASILEIRO DE MEDICINA FÍSICA E REABILITAÇÃO

Essa semana participei do Congresso Brasileiro de Medicina Fisica e Reabilitação. É a primeira vez que venho a esta evento e o tamanho impressiona. 
Realizado no Centro de Convenções do Anhembi junto com a feira de reabilitação, a estrutura física é enorme.
Embora com algumas falhas, especialmente na parte de alimentação (no primeiro dia oficialmente passei fome), a organização é muito boa e o espaço muito bem pensado.
Impressionante como a deficiência vem cada vez mais tomando seu espaço e seu lugar nas discussões e nos investimentos na área da saúde.
Claro que quando falamos de saúde pública, essa realidade ainda está muito distante e pouco acessível, mas a área da reabilitação cresce exponencialmente, tanto em novos recursos quanto em aprimoramento dos antigos.
Muito se falou sobre o idoso, que mesmo quando não tem deficiência, tem mobilidade reduzida e uma fragilidade que se não diagnosticada e abordada reduz sua expectativa e qualidade de vida.
Um consenso nesta área é que qualidade de…

PEQUENAS FELICIDADES

Eu sou uma pessoa feliz. Mesmo! Parte disso vem da minha personalidade. Sou mais alegre que melancólica. Mas boa parte disso é uma escolha. Eu escolho a alegria. No copo pela metade, acredito que ele está meio cheio e não meio vazio.

Mesmo nos momentos de problemas mais graves, tento não manter o foco no negativo e aproveitar todo e qualquer momento de alegria. É claro que o meu trabalho, onde escuto histórias muito tristes, me ajuda a contextualizar minha vida. Recebo,todos os dias, lições de vida, pessoas que passam por situações extremas e tiram um força, uma retidão que admiro. E observo. E aprendo. 

Comparar nunca é uma boa proposta. Sempre há alguém com mais ou menos. Mas o que vale é olhar o hoje e aproveitar. Aprender que há sempre mais e menos, mas o que eu tenho é meu, o que eu sou é bom. Pode melhorar? Sempre, mas o presente me faz feliz, me basta.

Ouço muito a frase: " Eu era feliz e não sabia" e penso que talvez essa pessoa ainda seja feliz e continue não sabendo, n…

Filho de peixe não nasce jacaré!

Essa frase é uma adaptação que faço frequentemente do ditado “filho de peixe, peixinho é” e que repito várias vezes durante meu trabalho.
E o principal objetivo desta frase não é lembrar aos pais a herança genética de seus filhos, mas principalmente os comportamentos aprendidos no ambiente domiciliar. Criança aprende observando. Não adianta mandar seu filho beber suco de laranja, enquanto você só bebe refrigerante.
Assim vale também para a escola. Uma queixa extremamente frequente é a que a criança não quer estudar. Vamos combinar, quantos de nós aos 7 ou 8 anos de idade queriam estudar? Quantos espontaneamente pegamos um livro para ler? Poucos, eu garanto. Até porque nesta idade, não há maturidade para entender os reais benefícios do estudo.
Mas esses também são comportamentos aprendidos. Estudos apontam que a escolaridade materna é fator importante no sucesso escolar das crianças. Se você lê, se informa, estuda, está indiretamente ensinando seu filho a fazer o mesmo.
Ajudar a tarefa …

O ELETRENCEFALOGRAMA: VAMOS CONHECER UM POUCO DESTE EXAME

Recebo muitas perguntas no blog a respeito do exame de eletrencefalograma. Vamos tentar responder algumas.
O Eletroencefalograma (EEG) é o estudo do registro gráfico das correntes elétricas encefálicas, realizado através de eletrodos aplicados no couro cabeludo.
O psiquiatra alemão Hans Berger (1873-1941), obteve a primeira imagem gráfica das corrente elétricas do cérebro através da pele intacta da cabeça do homem.
As indicações destes exames são: avaliação de síndromes epilépticas, avaliação de coma, morte encefálica, intoxicações, encefalites, síndromes demenciais, crises não epilépticas e distúrbios metabólicos.
O exame deve ser realizado em ambiente tranquilo e silencioso, preferencialmente com o paciente em sono espontâneo ou induzido por remédio, pois o sono é um ativador das alterações epilépticas. Manobras como fotoestimulação e hiperpnéia (respirar rápido) também devem ser realizadas de rotina. A duração mínima do registro deve ser de 20 minnutos.
É um exame relativamente barato…