Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2017

VAMOS BRINCAR?

Essa semana estamos na clínica discutindo o caso de uma criança e traçando objetivos de terapia quando um dos terapeutas fez um comentário que me levou a escrever esse texto.
Ele comentou que vem trabalhando o brincar compartilhado com a criança e integrando os irmãos nessa brincadeira. Esse trabalho vem sendo realizado na residência da família, entretanto foi observado que não havia na casa nenhum brinquedo cooperativo. Toda brincadeira entre os irmãos se dava com o tablet ou com o videogame (onde é sempre um contra o outro).
Neste contexto fiquei refletindo como cobrar amizade e cooperação entre crianças que estão mais habituadas a competir do que a cooperar. E essa é a realidade da maior parte das famílias. Não se brinca mais com jogos de tabuleiro, não se pula corda, elástico, não se joga baralho.
Essas brincadeiras “antigas" e fora de moda nos ensinavam estratégia, parceria, cooperação, além de esperar a nossa vez e respeitar a vez do outro. Isso tudo realizado em família, com …

Esclarecendo a deficiência intelectual

A Deficiência intelectual (DI) é um transtorno do neurodesenvolvimento caracterizado por déficits em habilidades mentais gerais, como raciocínio, resolução de problemas, planejamento, pensamento abstrato, julgamento, aprendizado acadêmico, e aprender com experiência. Os déficits resultam em comprometimento funcional, tanto intelectual quanto adaptativo, nos domínios conceitual, social e prático. A adaptação ao ambiente é sempre afetada a atualmente parte dos critérios diagnósticos (DSM - 5, 2013).
As causas podem ser várias, tais como síndromes genéticas, como a Síndrome de Down, a síndrome de Angelman ou a síndrome do X frágil, problemas ao nascimento como falta de oxigênio, entre outras causas.
Para DI, a pontuação para os níveis de desenvolvimento intelectual deve ser determinada com base em todas as informações disponíveis, incluindo os sinais clínicos, o comportamento adaptativo no meio cultural, os resultados individuais e dos testes psicométricos. Para tanto esse diagnóstico deve…

Dia Mundial de Conscientização do Autismo

Texto da neuropsicóloga Melanie Mendoza com Mitos e Verdades sobre os Transtornos do Espectro do Autismo no site da vivere - www.vivereclinica.com
Hoje é o dia mundial do autismo, para marcar a data fiz uma lista de Mitos e Verdades sobre o tema.
a) Cada criança tem seu tempo.
Parcialmente verdadeiro. Cada criança é única e as habilidades e talentos variam muito  de indivíduo para indivíduo (inclusive dentro de um grupo de adultos, não é mesmo?). Entretanto, existe um intervalo de idade esperado de desenvolvimento para todos áreas: motor (sentar, andar, saltar, etc.), comunicação (balbuciar, pedir colo, apontar, dizer palavras, etc.) e socialização (sorriso social, atenção compartilhada, brincar em parceria e faz de conta). Se uma criança não anda dentro do intervalo esperado ela é avaliada por um neurologista, fisiatra ou ortopedista e encaminhada um fisioterapeuta onde será estimulada e, ainda que a marcha não seja possível (por exemplo em alguns tipos de paralisia cerebral) ela recebe…