Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

A descomplicada final!!!

Para finalizar esse assunto, o artigo traz algumas dicas que compartilho com vocês para descomplicar a vida:

1)Foco no que importa:


Para isso, é preciso identificar as nossas opções mais relevantes. Muita gente já faz, intuitivamente, essa triagem. Por exemplo: normalmente, não se sofre para escolher um xampu, mesmo com tantas opções. Afinal, você pode experimentar à vontade e trocar se não gostar. Mas uma decisão de maior duração, como a escolha da profissão, merece mais dedicação.

2)Restrinja as opções:

Nem sempre ter mais opções é bom. Às vezes, menos é mais. Nós percebemos como perdas as opções que deixamos para trás. Portanto, quanto mais opções, maior a perda. Uma dica para reduzir as opções disponíveis é descartar, de cara, o que não queremos.

“Ter tudo em excesso significa não ter nada” - Wim Wenders.
Use a metáfora dos óculos (restrição da visão) para fazer escolhas – quando for comprar algo, selecione não mais que três lojas. No supermercado, vá direto aos produtos que interessa…

VAMOS CONTINUAR DESCOMPLICANDO?

Pois é, a vida se complicou essas últimas semanas e o tempo foi curto, por isso não tenho aparecido por aqui.
Mais uma razão para discutirmos as dicas da revista para descomplicar nossas vidas. Vamos tentar? O primeiro momento é a auto-observação:
Como somos diante de nossas escolhas?
Não nos contentamos apenas com o bom, queremos sempre o melhor (conhecer todas as opções disponíveis antes de decidir). E isso, causa stress. Ficamos com a primeira boa opção que aparece e não se atormentar com as outras possibilidades existentes. Porém essa pode não ser a melhor opção. O caminho do meio: analisar e conhecer as possibilidades, porém tomar decisões sem olhar para trás.
Pessoas muito perfeccionistas e exigentes acabam sendo as que sofrem mais nas escolhas, gastam um tempão porque acreditam que sempre existe possibilidade de encontrar alguma coisa melhor se continuar procurando, fazem mais comparações e se importam muito com as opiniões dos outros. O resultado: se arrependem com mais frequência…

DESCOMPLIQUE