Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2014

Conhecendo a Integração Sensorial

Por Caroline Piotto Terapeuta Ocupacional da Clínica Vivere,  Especialista em Terapia Ocupacional no contexto Hospitalar (Santa Casa),  Especialista em terapia de mão pelo Instituto de Ortopedia e Traumatologia (USP).  Terapeuta Ocupacional  infantil da AACD- Osasco.  Experiência nos métodos Bobath, IS, Therapy Taping e International Dynamic Taping. 
1) Como se define Integração Sensorial (IS)?
R.: Habilidade do cérebro de processar e organizar toda a informação que recebe através dos sentidos e preparar uma resposta adequada ao estimulo recebido. Segundo Ayres (1989), define IS como: “ o processo neurológico que organiza as sensações do próprio corpo e do ambiente e torna possível a utilização do corpo dentro do contexto ambiental. Os aspectos espaciais e temporais da informações recebidas de diferentes modalidades sensoriais são interpretados, associados e unificados. Integração sensorial é o processo da informação.”
2) Quais as sensações que recebemos?
R.: A sensações que recebemos são: tát…

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE A COMORBIDADE

Comorbidade é a presença ou associação de duas ou mais doenças no mesmo paciente. Deriva do latim “cum” à contigüidade, correlação, companhia e"morbus“ quedesigna estado patológico ou doença.É a coexistência de transtornos ou doenças no mesmo indivíduo.
Várias situações clínicas predispõe a ocorrência de outras em associação. Por exemplo, a frequência de epilepsia em indivíduos com transtorno do espectro do autismo (TEA) é bem maior que na população geral. Assim como a presença de TEA e outros transtornos psiquiátricos nos pacientes com paralisia cerebral (PC). Na PC temos ainda outras comorbidades bastante frequentes, como a deficiência intelectual e a epilepsia.
Em algumas situações como o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade a presença de comorbidades é muito frequente e eventualmente, a ocorrência pura do transtorno é até menos observada do que associado a outras condições.  
É de extrema importância a investigação e o diagnóstico das comorbidades, especialmente nos…

Transtornos do Espectro do Autismo

Vamos novamente tecer algumas considerações sobre essa situação frequente, abordando principalmente seu conceito e a nova classificação.

A palavra “autismo” deriva do grego “autos”, que significa “voltar-se para si mesmo”.A primeira pessoa a utilizá-la foi o psiquiatra austríaco Eugen Bleuler em 1911. A palavra autismo referia-se a um quadro de “ensimesmar-se”, tornando-se alheio ao mundo social – fechando-se em seu mundo. Em 1943 o psiquiatra infantil norte americano Leo Kanner estudou com mais atenção 11 pacientes e observou neles o autismo como a característica mais marcante e usou a expressão “Distúrbio Autístico do Contato Afetivo” para descrever o quadro, que se caracterizava por isolamento extremo, comportamento obsessivo e estereotipias. O autismo e as condições relacionadas ao espectro do autismo são condições crônicas, cujas manifestações comportamentais incluem déficits qualitativos na interação social e na comunicação, padrões repetitivos e estereotipados de comportamento e …

Novos atendimentos - Terapia Ocupacional

Amigos
Como vocês sabem, obra é uma coisa que tende ao infinito. Mas aos poucos vamos montando a clínica e colocando todos os atendimentos que planejamos.
Já estamos atendendo com neurologia infantil, neuropsicologia e acupuntura. Temos ainda, a parceria com a fonoaudiologia no mesmo local, para avaliação multiprofissional de problemas escolares, além de avaliação auditiva com processamento auditivo central (PAC).
Na próxima semana, estaremos iniciando o atendimento de terapia ocupacional (TO). E para saber um pouco mais sobre essa especialidade, segue o texto da nossa TO Caroline Piotto, que também atua na AACD.