Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2010

Fitoterapia: a arte curativa da natureza.

A fitoterapia tem poder!!! Esse conceito antigo e familiar para nossas avós vem recentemente tornando-se real também no campo da ciência. Vários estudos no Brasil e no exterior comprovam a eficácia do uso das plantas medicinais na cura de enfermidades variadas. E o melhor é que isso pode estar bem ali no seu quintal.

Entretanto, as plantas medicinais são remédios e devem ser tratadas como tal. Precisam ser utilizadas com critério e podem, como os remédios alopáticos, provocar efeitos colaterais.

No caso das ervas provocarem qualquer sintoma estranho, suspenda o uso e consulte um médico. Não use também fitoterápicos crônicamente sem a supervisão do especialista.

Tomados esses cuidados, vamos à história. O uso de plantas como medicamentos é muito antigo e remonta do ano 3.000 a.C. na China um dos primeiros tratados sobre ervas medicinais. A medicina tradicional chinesa há muito se beneficia do poder das plantas para tratar os males do corpo.

Porém na hora de usar um fitoterápico devemos obs…

O BRINCAR COMO RECURSO TERAPÊUTICO

Conforme vimos na semana passada, através do brincar a criança inicia o processo de auto conhecimento, da sua relação com o outro e com o meio, criando assim relações necessárias para interagir com o mundo. O brinquedo torna-se um instrumento de exploração e desenvolvimento de suas capacidades.

Na prática, o brincar, atividade informal e espontânea, pode ser utilizada de maneira formal, como recurso terapêutico pelos profissionais que trabalham com crianças, por ser a maneira delas se relacionarem com o mundo externo.

Além de meio terapêutico, as brincadeiras revelam muito da personalidade e dos conflitos das crianças, sendo, portanto um excelente método diagnóstico. A simples observação do brincar pode levar um proficcional a conhecer profundamente uma criança. Pais, educadores e cuidadores podem também, ao observar e interagir com as brincadeiras, conhecer mais sobre a personalidade de seus filhos.

Crianças com necesidades especiais necesitam ainda mais da estimulação da …

ÁGUA - A FONTE DA VIDA!!!

Terra... Planeta água! Tanto tempo e essa música ainda tão atual!!!
Hoje é o dia da água. Beber água parece um ato tão comum, tão automático que acabamos esquecendo a importancia da água em nossas vidas.
Nosso corpo é formado basicamente de água, portanto precisamos muito dela. Beber água quando sentimos sede é sinal que deixamos nosso corpo desidratar e ele está reclamando. Portanto, o ideal é beber um copo de água por hora, sem deixar o corpo sentir sede. Nos dias quentes essa quantidade pode ser maior, nunca menor.
Água faz bem para a pele, para a função renal, para o corpo como um todo.
As crianças em especial, que gastam muita energia, devem beber água constantemente e cabe aos pais estimular este bom hábito. Cabe também ensinar que a água é um recurso esgotável e que devemos economizar. Tomar banho rápido, fechar a torneira ao escovar os dentes, não desperdiçar são lições de saúde e cidadania.
E lembre-se: um exemplo vale mais que mil palavras! Seja saudável e educado e seus filhos a…

DIA MUNDIAL DA SÍNDROME DE DOWN

Esta ocorrência genética deve o seu nome ao médico inglês John Langdon Haydon Down, que a descreveu. Ocorre em cerca de 1 para cada 660 crianças nascidas, sendo assim a forma mais freqüente de deficiêcia intelectual causada por uma alteração cromossômica.

É causada pela ocorrência de três (trissomia) cromossomos na posição 21, na sua totalidade ou de uma porção fundamental dele, sendo por isso também conhecida como trissomia do 21. Não pode ser detectada pelo teste do pezinho e nem em exames pré-natais de rotina.

Em um primeiro momento, o nascimento de uma criança com Síndrome de Down pode trazer um misto de surpresa, decepção, tristeza, desesperança... O bebê chegou diferente do esperado, deixando em seus pais dúvidas sobre seu presente e seu futuro. Entretanto, o desenvolvimento de indivíduos com Síndrome de Down é influenciado pela qualidade do cuidado, educação e experiência que lhes são oferecidos, como qualquer outra pessoa.

Não é possível prever o desenvolvimento futuro de um bebê…

O BRINCAR NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL

A criança para seu pleno desenvolvimento neuro-psico-motor, necessita de cuidados, boa alimentação e sobretudo amor. Semana passada abordamos o desenvolvimento infantil e essa semana falaremos de um recurso fantástico para estimulação da criança que é o brincar. Nada é mais estimulante para o desenvolvimento das potencialidades de uma criança do que o brincar.

O brincar oferece possibilidades de sermos mais naturais, principalmente, na infância, onde construímos a nossa base psiquica, suporte para toda uma vida.
Segundo Piaget, a criança no período compreendido entre 0 e 2 anos apresenta uma evolução significativa no desenvolvimento físico, cognitivo e principalmente social, onde recebe grande influência do ambiente.

O brincar é essencial às crianças e nos revela de diversas formas que tem poder terapêutico natural, além de constituir auxílio na boa formação infantil.
O brincar facilita o crescimento e, portanto, a saúde; conduz aos relacionamentos grupais; é a forma mais completa de se…

O Desenvolvimento da Criança: Principais marcos e passos para estimulação

Um a três meses: nesta fase o bebê começa a:
Fixar o olhar e acompanhar objetos: coloque brinquedos grandes e com cores fortes para que possa olhar.
Sustentar a cabeça: coloque o bebê de bruços para ele levantar a cabeça
Converse bastante com ele, cante canções tranqüilas, tenha contato físico com o bebê.
No terceiro para o quarto mês ele já agarra chocalho e ri para suas brincadeiras.

Cinco a seis meses: ele agora vai se preparar para sentar:

Coloque o bebê sentado com apoio (almofadas bebê conforto, carrinho).
Deixe de bruços com brinquedos na frente para ele segurar o tronco com os braços.
Ajude-o a rolar (passar de bruços para costas).
Compre brinquedos que a criança possa levar á boca.
Brinque de esconder com ele e ensine-o a segurar a mamadeira.

Oito a nove meses:

Já imita sons de palavras. Fale palavras simples como "da", "pa”.
Fica de pé se segurando. Brinque com ele de pé. Deixe-o livre no chão forrado para que se movimente sozinho.

Nove a dez meses:

Anda segurando nos …

ESTIMULAÇÃO NA INFANCIA: A IMPORTÂNCIA DO ESTÍMULO PRECOCE PARA O DESENVOLVIMENTO INFANTIL

Os primeiros anos de vida são fundamentais para o desenvolvimento pleno das potencialidades de todas as crianças. Especialmente no primeiro ano de vida, o cérebro passa por inúmeros processos de amadurecimento que repercutirão por toda a vida.
Sabe-se que o cérebro infantil, apresenta algumas peculiaridades em relação ao do adulto, dentre elas sua maior capacidade de regeneração e uma maior capacidade de adaptação. É como se o sistema nervoso infantil fosse uma pedra bruta que aceita qualquer tipo de lapidação. Quanto mais delicada for essa lapidação, melhor o desenvolvimento de suas capacidades. A esse processo de regeneração e desenvolvimento cerebral, dá-se o nome de plasticidade neuronal.
A plasticidade neuronal fundamenta e justifica a estimulação plena das crianças precocemente, visto que nessa idade a resposta é maior que nos outros períodos da vida.
O contato de um bebê com sua família é o primeiro passo a estimulação de seu desenvolvimento. Brinquedos adequados para a ida…